PREALL |

preall 14 anos

08 . 04 . 2022

Concreto aparente e o “luxo moderno” da Balenciaga em Londres

Depois do lançamento da nova loja da Balenciaga em Londres, nós ficamos com muita vontade de falar um pouco sobre esta arquitetura bruta, que explora o concreto em sua forma mais crua. Vocês já viram fotos da loja por aí?


Crédito: Reprodução/Dezeen

A inspiração veio dos canteiros de obras e nas instalações se vê muitos elementos de construção e muito concreto nas paredes, pisos e tetos dos dois pavimentos do edifício. Revistas de moda têm retratado o espaço como “luxo moderno” e, segundo a própria marca, a ideia é que “o visitante entra num espaço que foi concebido para incutir um sentido de temporalidade e permanência na experiência atual. A própria natureza da autenticidade é posta em causa pela simulação física da passagem do tempo”.


Crédito: Reprodução/Dezeen

A fachada também segue a mesma linha do interior e é revestida com um concreto envelhecido. As grandes janelas, que vão do chão ao teto, dão vista para o interior da loja e, particularmente, achamos impossível não gerar impacto. Um porta voz da Balenciaga conta que “isso introduz o que chamamos de Arquitetura Bruta. Tem elementos de canteiros, projetos de engenharia civil e espaços abandonados, mas equilibrados com detalhes mais delicados”.


Crédito: Reprodução/Dezeen

Agora vamos de um pouco de história?

Definitivamente não é de hoje que o concreto aparente é apreciado na arquitetura. Mesmo dividindo opiniões, na Grã-Bretanha, pós-guerra, com a limitação de recursos e muitas demandas na construção civil, a Arquitetura Brutalista surgiu como uma solução e ganhou espaço, principalmente na construção de edifícios governamentais. O movimento é bastante associado ao modernista Le Corbusier, por causa dos famosos projetos das Unités d’Habitation, em Marselha, cidade da França.


Crédito: Vincent Desjardins

Aqui no Brasil, o movimento chegou um pouco antes da década de 50 e na década de 70 se popularizou, como em todo o mundo. Um superconhecido edifício projetado por Lina Bo Bardi, e que tem forte referência na Arquitetura Brutarlista, é o MASP (Museu de Arte de São Paulo).


Crédito: Arquitetura e Urbanismo para todos

É importante falar sobre a Arquitetura Brutalista para falar sobre o uso, cada vez mais criativo, do concreto aparente. No início, a preocupação era de longe estética, o que se buscava era funcionalidade e sobretudo a durabilidade do material. Hoje, com os avanços da tecnologia e mesmo com outras percepções sobre o concreto aparente, é muito comum nos depararmos com placas cimentícias em paredes, pisos e fachadas por aí.

Pode apostar sem medo!

Conheça mais das nossas linhas na aba de Produtos ou entre em contato com a gente diretamente pelo WhatsApp e solicite nosso catálogo.

Compartilhar:
newsletter

Cadastre o seu email para
receber dicas e novidades da preall.